Notícias

Vermifugação em cavalos: conheça a importância!

cavalos

Panteq é a solução indicada para o manejo em equinos

A equinocultura é uma atividade em alta no território brasileiro. Em 2020, por exemplo, o rebanho de cavalos no Brasil cresceu 1,9% em relação a 2019, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Dessa forma, criar equinos de qualidade cada vez mais é uma prioridade para os produtores.

Por isso, a vermifugação é um manejo essencial para estes animais. As doenças parasitárias representam maior ameaça aos equinos, pois afetam diretamente a saúde e o desempenho desta espécie.

Os sintomas que os cavalos parasitados apresentam variam entre diminuição do apetite, comprometimento na absorção de nutrientes, com eventual perda de peso, lesões de pele, pelo arrepiado e seco, prurido anal, cólicas recorrentes, diarreias com sangue ou sem e desidratação. Dependendo da gravidade da infecção, o animal pode vir a óbito.

A Bimeda recomenda que o manejo de vermifugação nos equinos seja realizado periodicamente, iniciando aos 60 dias em potros e repetindo a aplicação de vermífugo a cada dois ou três meses. Em animais adultos, a indicação é repetir doses com intervalo de três a quatro meses. A Bimeda oferece para o produtor uma linha de soluções completa para facilitar o processo de criação dos cavalos como um todo.

O Panteq, vermífugo em pasta de uso oral, é uma combinação de organofosforado + benzimidazóis (triclorfon+oxfendazol) eficaz contra vermes resistentes às avermectinas. Um importante agente para auxiliar no combate aos parasitas gastrintestinais nos equinos. Ele também atua na melhora do pelo e da resistência dos animais, além de aprimorar o desempenho dos cavalos no trabalho e em competições.

Os benefícios do Panteq são:

  • Elimina todas as fases da verminose
  • Atua de forma eficaz contra vermes resistentes às avermectinas
  • Proporciona melhorias na pelagem e no peso do animal
  • Equino com mais resistência
  • Diminui a reinfestação
  • Elimina e evita a gasterofilose (infestação por gasterófilos no estômago do cavalo)
  • Previne a habronemose (ferida de verão)
  • Promove melhora do desempenho no trabalho e em competições

Os cuidados com os equinos não devem parar na vermifugação. Nutrição e vacinação são dois pontos essenciais para a saúde destes animais, além da atenção que deve ser dada para a limpeza dos ambientes frequentados pelos cavalos, dessa forma reduzindo as chances de contaminação.

×
Stay Informed

When you subscribe to the blog, we will send you an e-mail when there are new updates on the site so you wouldn't miss them.

Diarreia bovina: como vencer essa doença e preserv...