Notícias

Pecuária brasileira: boas perspectivas para 2020

pecuaria-brasileira-boas-perspectivas-para-2020-capa-1400x650

As perspectivas para o próximo ano, divulgadas pela A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), são animadoras e apontam para um aumento de 14% no volume de carne bovina exportada, o que pode representar 25,5% do volume total produzido no Brasil. O montante representa a maior participação da exportação na história.

Além disso, o valor da arroba bovina tem previsão futura de seguir em alta e as exportações de carne suína também tendem a crescer de forma significativa. Para compreender o cenário dos próximos meses e estar ciente do desempenho do setor, é fundamental estar bem informado. Acompanhe a leitura e fique por dentro dos números!

Exportações aquecidas  

De acordo com as perspectivas para 2020 divulgadas pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), o cenário externo aponta para um aumento de 14% no volume de carne bovina exportada, o que pode atingir mais de 2,7 milhões de toneladas. No próximo ano, o volume exportado de carne bovina deve representar 25,5% do volume total produzido no Brasil, tratando-se, assim, da maior participação da exportação na história.

A carne suína também se destaca nas exportações e deve apresentar um incremento de 20%, já que o Brasil é o único país que com potencial para aumento de produtividade no curto e médio prazo. O mercado chinês deve aumentar as importações de carne de frango brasileira em 20%, gerando um aumento de 5% das exportações globais. Para os países afetados pela Peste Suína Africana, as exportações de carne suína devem aumentar 35% em relação a 2019, 1 milhão de toneladas a mais. 

Preços em alta  

O levantamento feito pela CNA aponta que o valor da arroba bovina deve seguir em alta em 2020. De acordo com o estudo, o contrato futuro de outubro de 2020 na B3, cotado em 6 de novembro de 2019, atingiu máxima de R$ 201,00. O aumento no preço da arroba é justificado por três fatores: aquecimento das exportações; projeção de aumento do consumo per capita de 1,7% e uma oferta restrita de gado para abate. Para a carne de frango, o preço ao consumidor tende a aumentar cerca de 5%, em razão da oferta ajustada e da demanda do produto em crescimento.

Crescimento da receita  

Ainda de acordo com informações divulgadas pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), a receita do agropecuário tem previsão de alta de 9,8% em 2020, na comparação com 2019. A expectativa é que o Valor Bruto de Produção (VBP) – índice que mede a receita "dentro da porteira" – chegue a cerca de R$ 669,7 bilhões.

Já para o Produto Interno Bruto (PIB) do setor, o crescimento previsto é de 3% no próximo ano. Dentro do agronegócio, quem deve comandar o faturamento será a pecuária, com previsão de crescimento de 14,1%, equivalente a R$ 265,8 bilhões.

Para os dados completos das perspectivas para 2020 da CNA, clique aqui e baixe o conteúdo.

 As informações compartilhadas aqui foram importantes para você? Compartilhe! Para mais dicas sobre saúde animal, doenças no rebanho e panorama do agronegócio, acesse o blog da Bimeda.

Bimeda lança Bimectin Gel para equinos
Museu do Carrapato: coleção de referência e acesso...

By accepting you will be accessing a service provided by a third-party external to https://www.bimeda.com.br/